Viver Telheiras

O 25 de Abril e a Constituição da República Portuguesa

Problemas e Oportunidades / Abril 22, 2015

Estamos a festejar mais um aniversário do 25 de Abril e da Constituição que em 2016 completa 40 anos de vigência. Quem já era adulto, embora jovem, nesses tempos e ainda hoje tem o privilégio de acompanhar e participar na evolução política e social, tem uma experiência vivida das diferenças abissais quer a nível nacional quer a nível internacional, entre esses tempos e a actualidade. São enormes os avanços científicos e tecnológicos e são grandes as transformações políticas, sociais e económicas.

A elaboração e estruturação da Constituição de 1976 foi conduzida por especialistas de Direito Constitucional, com a participação muito activa dos vários partidos representados na Assembleia Constituinte e também teve muita relevância a envolvente política e social nacional e internacional da época que se vivia. É certo que já se realizaram sete revisões constitucionais sendo a última datada de 2005 mas permanecem nela traços fortes dessas circunstâncias que motivaram uma grande preocupação do detalhe e de estabelecer barreiras constitucionais a eventuais retrocessos políticos e sociais. Os três aspectos que me parecem mais controversos são “a evolução para o socialismo”, no preâmbulo, o “controlo de gestão das empresas pelos trabalhadores” e os “limites materiais de revisão da Constituição” e que deveriam ser discutidos por todas as forças políticas e sociais do País para que a Constituição seja assumida pela mais ampla maioria dos portugueses.

Julgo sem receio de errar que é reduzido o conhecimento da Constituição e que só as pessoas que exercem a actividade política e jurídica a conhecem e consultam. A Constituição tem uma estrutura constituída por dois capítulos introdutórios designados respectivamente, Preâmbulo e Princípios Fundamentais e um capítulo final designado por Disposições Finais e Transitórias e a parte principal, ou seja, o núcleo da Constituição, está expresso em quatro Partes, a Parte I intitulada Direitos e Deveres Fundamentais, a Parte II intitulada Organização Económica, a Parte III intitulada Organização do Poder Político, e a Parte IV intitulada Garantia e Revisão da Constituição. As “Parte” são constituídas por títulos, capítulos e artigos e no total são 19 títulos, 24 capítulos e 296 artigos. É claro que isto é de assustar um cidadão comum.

É importante numa democracia avançada e amadurecida que a Constituição seja conhecida e uma sugestão que me parece seria útil e que me é sugerido pelo que a Igreja Católica tem para a sua Doutrina Social, grandes documentos resumidos em compêndios, editar uma forma mais sintética e resumida, didática, da Constituição que reduza a sua extensão tornando-a mais acessível ao cidadão e apenas com valor de divulgação pública e sem pôr em causa o verdadeiro texto, integral, da Constituição. Esse texto é sempre de difícil revisão porque depende da relação das forças políticas e das maiorias necessárias para esse efeito.

Pedro Lagido tem 77 anos e vive no bairro há 30. Trabalhou como engenheiro químico e esteve na Assembleia Constituinte. Quer viver plenamente e dar um contributo da sua experiência pessoal e profissional aos filhos e netos e a quem mais possa ser útil.

“Problemas e Oportunidades” reflecte os tempos que vivemos e corresponde à experiência da civilização: a seguir a um problema, surgem oportunidades novas. Publica sobre temas que vão desde a Terceira Idade até aos novos modelos de economia.

Problemas e Oportunidades / Abril 22, 2015

Últimas

  • Agosto 1, 2019
    Árvore jardim capa site

    Boas férias e até Setembro!

    Agosto é tempo de sol e calor, descanso, tranquilidade e férias. No Viver Telheiras é também altura de parar, conhecer outras paragens fora do nosso bairro e ganhar energias renovadas.

  • Julho 15, 2019
    Parceria Local lança Centro de Partilha de Recursos em fase experimental capa

    Parceria Local lança Centro de Partilha de Recursos em fase experimental

    Este projecto pretende disponibilizar às associações locais e aos residentes do bairro utensílios e aparelhos que só utilizamos esporadicamente, como ferramentas, máquinas de costura e kits para festas, entre outros. A abertura à população prevê-se para o início do novo ano lectivo.

  • Julho 8, 2019
    Costure pelo ambiente com o Centro Comunitário! capa

    Costure pelo ambiente com o Centro Comunitário!

    Estas actividades inserem-se no projecto Eco-Costura, promovido Junta de Freguesia do Lumiar com vários parceiros e no qual serão costurados 3.000 sacos-lancheira para os alunos das escolas da Freguesia.

Projectos Comunitários

Newsletter banner
GEPE-banner
BN_NWLT_LX•CONNECT
  • Julgado de Paz Apoio Associação de Pais da Escola Básica e Jardim de Infância de Telheiras Apoio UITN logo Apoio refood apoio CNE 683 Escuteiros 2 Apoio Esquadra Apoio AJEC Apoio ETPL Apoio
  • Voluntários de Protecção Civil de Telheiras_apoio JFL ART_site Apoio BMOR3 Apoio APCL Logo Apoio Centro Comunitário de Telheiras Apoio
loading website

Aguarde um momento porfavor.