Viver Telheiras

Obrigada, Telheiras!

De Telheiras para o Mundo / Fevereiro 11, 2016

Acho que sou uma pessoa muito carinhosa e que tem logo carinho pela gente, lugares, etc. Então depois de 8 meses ir embora de aqui resulta algo um pouco complicado. Só estive uma semana em casa e as saudades que sinto já são imensas.

Para mim Lisboa foi mais que uma experiência, já que a ideia de vir aqui, era romper sobre tudo com um trabalho de que já não gostava e de um lugar de onde precisava de mudar. Assim, quando apareceu a oportunidade, pensei que seria um bom passo intermédio para romper com tudo isto de que já não gostava, assim como dar o impulso para mudar diferentes coisas da minha vida. Algo que sem dúvida conseguiu este SVE e esta cidade.

Esta foi uma experiência muito boa em muitos aspectos, conhecer uma cultura muito parecida e próxima da minha, mas também com coisas muito distintas.

Conhecer uma das cidades mais bonitas e mágicas, em que as pessoas devido à sua amabilidade te fazem sentir com se também fosse a tua casa. Uma cidade que desperta muita cultura, toda ela é cultura, os próprios edifícios, lojas que misturam aroma novo e velho, ver como autores como Pessoa, Camões e Saramago formam parte de esta, assim como a sua música, o fado.

Mas não só a cidade e a sua cultura, se não também o que conseguem as pessoas que formam parte de este voluntariado. Conhecer diferentes culturas, conviver com muitas pessoas, partilhar tantos espaços, momentos, conversas, abraços, sorrisos, etc., acho que é o que conseguem que a experiência seja ainda mais incrível.

Ter a oportunidade de fazer um trabalho comunitário no Centro de Convergência de Telheiras, conhecendo o bairro, as pessoas que formam parte de este, assim como uma boa equipa de trabalho, que conseguem ultrapassar a equipa e fazer parte das minhas amizades; melhora se cabe, esta oportunidade que tive a sorte de viver.

Tudo isto foi o que conseguiu nestes 8 meses em Lisboa fazendo parte do SVE, foi uma experiência muito importante na minha vida, sabendo que aqui tenho um sítio onde voltar e uns/umas amigos/as a quem visitar.

Sonia Nogueira

“O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”
Fernando Pessoa

————-

É difícil fechar etapas, especialmente quando foram intensas e bonitas. Mas o meu SVE no Centro de Convergência de Telheiras acabou. Acabou dum jeito estranho, muito rápido, quase sem tempo para dizer adeus e apenas sem momentos para dar um grande OBRIGADA.

Obrigada à minha grande equipa de trabalho, que desde o primeiro dia nos recebou de braços abertos e com um mega sorriso na cara, eles foram o grande motor deste projeto que nem falta faz dizer a importáncia que tem para o bairro e que para mim foi uma grande demonstração do que é um bom projeto comunitário e de como criar laços afectivos com os vizinhos e vizinhas para criar comunidade.

Obrigada à Parceria Local pelo carinho que nos deram e pelo trabalho durante este ano, é incrível e maravilhoso ver grandes profissionais tão empenhados em dar o seu tempo livre para contribuir para este projeto. Obrigada a todo o pessoal do Centro Comunitário de Telheiras por ser a nossa casinha – sempre quentinha no inverno e fresca no verão – e fazer-nos parte da sua familia. E obrigada a todos os vizinhos e vizinhas de Telheiras, comerciantes, viandantes, que cada dia cruzaram um olhar, um sorriso ou uma pequena conversa connosco. Com certeza, Telheiras foi o nosso bairro este ano e eu sinto que vai ser já um lugar em que para sempre me vou sentir como em casa. Este sentimento de comunidade e este lindo acohimento que nós tivemos, faz a diferença com qualquer outro bairro no qual eu morei durante a minha vida.

Estes 365 dias passaram rápido e foram cheios de experiências e pessoas que vão ficar por sempre com nós. Não só Telheiras, também a casa Anjos, colegas de casa que foram (e são!) já uma família mais na minha vida, cheia de amor e carinho. A esta casa cheguei um 6 de Fevereiro de 2015, com duas malas, das quais uma não conseguiu sobreviver o caminho do metro Anjos até a rua Cidade de Cardiff. Há coisas que nunca mudam, como as calçadas de Lisboa. Agora, as mesmas malas continuam numa outra casa em Santa Apolónia. Eu sabia que esta cidade me ia voltar a capturar como já fez há sete anos que cá continuo. O meu SVE acabou mas é dificil acabar com a vida alfacinha. Portanto, sim, eu continuo cá nesta cidade entre o encanto das calçadas velhas, os comboios de Santa Apolónia e a precariedade dos call center. Telheiras, em quanto puder, volto já, mas entretanto, não percas esse sorriso, gosto de ti assim :)

PS. Aproveito para recomendar a todos e todas as jovens que tenham a oportunidade de fazer um Serviço de Voluntariado Europeu, que aproveitem esta oportunidade, como vêem, nem é preciso ir muito longe de casa para conseguir viver uma experiência de aprendizagem profissional e de vida que nunca vão esquecer!

María Mascuñana

María é uma jovem do norte de Espanha que colabora com  o Centro de Convergência de Telheiras através do Serviço de Voluntariado Europeu. Galega e de coração transatlântico, é educadora social, curiosa e viajante. Depois de morar um ano em Lisboa, cidade que a fez “alfacinha”, passou a trabalhar em diferentes entidades sociais e educativas da Galiza para finalmente voltar a terras lusas através do Serviço de Voluntariado Europeu.

A Sonia é pedagoga e educadora social, natural da Galiza, amante de cães, da praia, de viajar e descobrir o mundo lá fora. Tem trabalhado durante vários anos na área social e agora vem experimentar a realidade lisboeta. É a menina mais sorridente que vão encontrar em Telheiras a conversar com qualquer pessoa!

“De Telheiras para o mundo” é um conjunto de crónicas sobre as suas vivências e reflexões inspiradas no bairro de Telheiras e na cidade de Lisboa.

De Telheiras para o Mundo / Fevereiro 11, 2016

Últimas

Projectos Comunitários

Newsletter banner
GEPE-banner
  • ETPL Apoio Centro Comunitário de Telheiras Apoio APCL Logo Apoio Associação de Pais da Escola Básica e Jardim de Infância de Telheiras Apoio ART_site Apoio Voluntários de Protecção Civil de Telheiras_apoio UITN logo Apoio CNE 683 Escuteiros 2 Apoio
  • JFL AJEC Apoio refood apoio Esquadra Apoio BMOR3 Apoio Julgado de Paz Apoio
loading website

Aguarde um momento porfavor.